Seja pela inspiração religiosa, dia em que os reis magos levaram presentes ao menino Jesus, ou pela inspiração pagã, súbito sentimento de entendimento da essência de algo em meio ao cotidiano, a Epiphanie tem como espirito a criação de jóias que nada mais são do que presentes/mimos para o dia a dia.Criada em 2009 por Carol Keutenedjian, a Epiphanie, cria jóias em ouro 18k que são desenhadas para ressaltar a delicadeza da mulher, deixando-a discreta, sem perder a atitude. A leveza de seu design minimalista e inovador proporcionam dinamismo e possibilitam infinitas possibilidades de combinações, criando uma joalheria personalizada por cada cliente.As jóias da Epiphanie, que deram notoriedade ao segmento Prêt-à-Porter de jóias no Brasil, ganharam destaque em 2011 com os anéis de falange nas mãos das bloggers Cris Tamer e Sophia Alckmin e, entre tantos outros hits, a pulseira Teia, lançada em 2012, usada por Gisele Bündchen.

Antes de se tornar designer, Carol Keutenedjian, passou pelo mercado financeiro, de onde acredita vir sua exigência como empresária, e paralelamente à faculdade de administração, fez cursos de arte e design, em renomadas instituições como IED e Escola Panamericana, que aprimoraram seu olhar detalhista e apurado. Mas seu fascínio pela joalheria sempre falou mais alto e então embarcou para Florença, Itália, onde cursou a Le Arti Orafe, para aprofundar seus conhecimentos em ourivesaria,Ao voltar ao Brasil, decidiu botar em prática a sua paixão e montou o atelier Epiphanie, em São Paulo, onde atende suas clientes com horário marcado, e prioriza, a cada desenvolvimento de coleção, sempre alinhado às tendências mundiais, a riqueza nos detalhes e na delicadeza das jóias que ressaltam a beleza e a sensualidade feminina. Para Carol: