Seja pela inspiração religiosa, dia em que os reis magos levarampresentes ao menino Jesus, ou por uma certa tendência pagã,súbito sentimento de entendimento da essência de algo em meio aocotidiano, a Epiphanie tem como espirito a criação de joias que nada mais sãodo que presentes para o dia a dia.

Criada em 2009 por Carol Keutenedjian, a Epiphanie cria joiasem ouro 18k, desenhadas para ressaltar a delicadeza da mulher,discretas, mas sem perder a atitude. A leveza de seu designminimalista e inovador proporcionam dinamismo e permiteminfinitas combinações, possibilitando a personalização das peçaspor cada cliente.

As joias da Epiphanie, que deram notoriedade ao segmento dejoalheira prêt-à- porter no Brasil, ganharam destaque em 2011com os anéis de falange nas mãos de influencers, como CrisTamer e Sophia Alckmin, e, entre outros hits, com a pulseiraTeia, lançada em 2012, usada por Gisele Bündchen.

Antes de se tornar designer, Carol Keutenedjian, passou pelomercado financeiro, de onde acredita vir sua exigência comoempresária. Paralelamente à faculdade de administração, fezcursos de arte e design em renomadas instituições como IED eEscola Panamericana, que aprimoraram seu olhar detalhista eapurado. Mas seu fascínio pela joalheria sempre falou mais alto eentão embarcou para Florença, Itália, onde cursou a Le Arti Orafepara aprofundar seus conhecimentos em ourivesaria.

Ao voltar para o Brasil, decidiu colocar em prática sua paixão emontou o atelier Epiphanie, em São Paulo, onde atende suasclientes com horário marcado. É lá que desenvolve suascoleções, sempre alinhada às tendências mundiais, com foco nariqueza nos detalhes e na delicadeza das joias.